segunda-feira, outubro 20

Paços continua na Taça

O Paços estreou-se ontem na edição 14/15 da Taça de Portugal com uma vitória sobre o frágil Atlético de Reguengos, por claros 4-0.

Paulo Fonseca fez uma revolução, tendo apenas alinhado de inicio com 2 habituais titulares: Jailson e Bruno Moreira. Os jogadores com menos minutos aproveitaram para mostrar o seu valor, mas foi mesmo Bruno Moreira que se destacou no primeiro tempo com 2 golos.

Outra nota de destaque tem que ver com os 3 jovens que Paulo Fonseca utilizou nesta partida (Diogo Jota, Osei e Andrezinho). Os 3 atletas oriundos da formação tiveram oportunidade de mostrar o seu valor, e Diogo Jota destacou-se tendo marcado um golo e enviado outra bola ao poste.

Nota bastante positiva para os jogadores menos utilizados, que deram uma boa imagem e colocaram o Paços na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

sexta-feira, outubro 3

Paços 2-0 Belenenses


A primeira vitória em casa foi brindada com um bom jogo e um espectacular golo de Urreta.
Paulo Fonseca voltou a chamar os mais utilizados ao 11 e nós voltamos a ver, como já tem sido hábito esta época, futebol de qualidade.
Curiosamente, e comparando com a época 2012/13 (a mesma de Fonseca), o Paços apenas perdeu com Benfica e Porto, e após a 6ª jornada estamos no mesmo 9º lugar com 8 pontos (contra os 7 pontos em 2012). Curiosidades ou não, o que conta é que o mister está novamente a mostrar o seu valor, e estamos a praticar um bom futebol que tem contribuido para que cada vez mais gente entre para sócio.


sábado, setembro 27

União Madeira 4-2 Paços

Paços entra com o pé esquerdo na Taça Da Liga.
Na passada Quarta-Feira na deslocação à Madeira o Paços perdeu 4-2 num jogo aguerrido, Paulo Fonseca utilizou os jogadores com menos minutos do plantel como Boaventura, Valkenedy (fez a estreia), António Filipe, Barnes, Romeu e até Poulson (que havia sido dado como dispensado).
O Paços entrou logo a perder mas procurou o golo e consegiu empatar aos 15' por Barnes, 2 minutos depois vem o revés, Nélson Pedrosos faz auto golo e o União volta a estar na frente. Ainda na primeira parte a equipa caseira aumentou a sua vantagem para 3-1. Na segunda parte, novamente o ex-júnior Barnes a reduzir para o Paços, 3-2 resultado que se vinha a manter até aos 90'... Mas nos descontos o União da Madeira voltou a marcar engordando o resultado e deixando pouca margem de manobra para o Paços na 2ª mão pois é obrigado a vencer no mínimo por 2 bolas de vantagem para levar o jogo directamente a penalties, o que não é de todo o objectivo, ou seja o Paços tem que procurar daqui a um mês a 29 de Outubro vencer por 3 golos de diferença para seguir em frente.



sábado, setembro 20

Vit.Guimarães 1-1 Paços

Mais um jogo com o mesmo sabor do último... Amargo!
O nosso Mágico jogou bem e teve toda a primeira parte na mão. Criamos boas oportunidades de golo mas andamos a pecar na frente. O momento do jogo foi a expulsão do Helder Lopes, com menos 1 em campo o Paços entregou o comando do jogo ao Vitória e passou a jogar à defesa saindo sempre em contra-ataque rápido, e diga-se, com menos 1 batalhamos bem e podiamos inclusivé ter feito o segundo.
Fica para a história mais um empate na cidade berço, local que para nós tem sido de boas memórias.

De realçar:
- Sérgio Oliveira, Seri e Minhoca; Grande tripla que temos a meio-campo! Cada vez mais entrosados e a fazer lembrar o "esteio" da melhor época de sempre, um grande meio campo.


domingo, setembro 14

Paços 1-1 Gil Vicente

Um jogo com sabor amargo para os Pacenses.
O Paços fez mais do que suficiente para vencer, mas acabou por "apenas" conseguir o empate. Tivemos o dominio de quase toda a partida e apenas a meio da segunda parte o Gil conseguiu incomodar. O Paços baixou um pouco o ritmo depois da saída de Minhoca (estava a ser o melhor em campo) e sofreu assim o golo do empate.
Até ao final foram imensas as tentativas de golo e ainda por cima a jogar contra 9 os Castores não conseguiram chegar ao empate.

De realçar:
- Minhoca: Foi o melhor em campo até à sua substituição. Um verdadeiro maestro no meio campo Pacense, a equipa baixou de rendimento após a sua saída.
- Hurtado: Novamente a jogar "meia duzia" de minutos e a sair num momento em que precisavamos dele, a sua lesão parece não estar realmente resolvida.
- Adeptos: O estádio da Mata Real sem o "barulho" que faz a claque teima em de vez em quando parecer uma missa! Há que mudar a maneira de ser e apoiar mais activamente a equipa.

segunda-feira, setembro 1

Penafiel 0-1 Paços

Foto de Facebook FCPF
Ao terceiro jogo apareceu a tão desejada vitória e com ela o primeiro festejo de um golo por parte dos Pacenses, Cícero marcou (só podia) e deu uma grande alegria às centenas de adeptos presentes em Penafiel.
Foi um jogo muito disputado a meio campo e em que as oportunidades de golo foram todas a nosso favor. Na primeira parte a grande oportunidade foi aos 24' onde a bola não quis entrar após 3 remates seguidos à baliza, Manuel José e Cícero bem tentaram mas nenhum conseguiu bater o guardião da casa, e o nulo manteve-se ao intervalo.
Na segunda parte o Paços manteve-se na frente à procura do golo, e acabou por conseguir, após a entrada do reforço Edson Farias para o lugar de Manuel José, os Castores começaram a criar cada vez mais perigo e aos 79' Cícero deu justiça ao resultado.
Uma vitória saborosa e que mais uma vez nos deixa satisfeitos e cada vez mais confiantes.

De realçar:
- Hurtado a titular. O jogador contra o Porto saiu tocado na primeira parte e durante a semana foi a grande dúvida para o jogo de hoje, mesmo assim Paulo Fonseca apostou no Peruano e viu-se obrigado ao quarto de hora a ter que o substituir. Deveria ter ficado no banco.
- Manuel José, na nossa opinão começa a mostar sinais da idade e a não conseguir dar a intensidade que se pretende.
- Estreia do último reforço Edson Farias. Quando entrou, o Paços melhorou e mostrou alguns bons apontamentos.
- Rafael Defendi. O guardião Pacense transmite segurança, apesar de um pequeno deslize hoje, mostra estar seguro entre os postes e controla muito bem a area e a defesa.
- Adeptos Pacenses. Grande deslocação de Pacenses à cidade vizinha de Penafiel, que seja para continuar assim, pelo menos nos jogos mais perto. Mantenham os bilhetes baratos, isto só ajuda o futebol!