segunda-feira, abril 19

Mais uma derrota




Eram muitas as baixas nos Castores à partida para este encontro. A equipa vinha exibindo um baixo nivel exibicional e os resultados não eram melhores.
Para este encontro, Ulisses deu a titularidade a 4 jogadores que habitualmente não são titulares: Jason, Kelly, André Leão e Romeu Torres. Mas cedo se viu que a Naval iria conseguir impor o seu futebol. A defesa do Paços errava nas marcações, o meio campo não conseguia construir jogo e o ataque, quando tinha oportunidade de mostrar serviço falhava...
Não admira pois que o resultado ao intervalo fosse de 0-2. Pizzi e Romeu desperdiçaram boas oportunidades para alterar o marcador a favor dos castores. Por seu turno, os figueirenses por intermédio de Fabio Jr e João Real (o golo deste em claro fora de jogo!) fizeram mexer as redes da baliza de Coelho.
No recomeço, Ulisses decidiu tirar Danielson (com um cartão amarelo) e Maykon, fazendo entrar Candeias e Leandrinho. A qualidade do futebol praticado não aumentou, mas o Paços conseguiu chegar um pouco mais ao ultimo reduto visitante. E numa dessas investidas chegou mesmo ao golo. Leandrinho num cruzmento rasteiro, viu João Real fazer o autogolo. 1-2 e 25 minutos para jogar. Por certo se esperaria um Paços ainda mais incisivo no ataque, mas um autogolo de Kelly, derrubou animicamente a equipa. Depois deste lance, os minutos de jogo ate ao final foram um suplicio para os adeptos do Paços, tão mal foi a bola tratada.
Resultado final 1-3, justo. Embora a equipa de arbitragem tenha estado mal, não se pode desculpar esta derrota com tal facto.
Na proxima jornada os Castores deslocam-se ao terreno do Nacional da Madeira.

3 comentários:

Paços disse...

Infelizmente a senda de maus resultados continua e também não se prevê que melhore nos últimos três jogos, embora como pacenses tenhamos de ser sempre optimistas. Desde o célebre jogo com o Chaves, que a equipa deu boa resposta a essa desilusão ocorrida e encadeou uma série de resultados positivos, só travada no Estádio da Luz, que nos guindou para patamares mais elevados na classificação e para assegurar a manutenção (objectivo programado no início da época). Depois veio o jogo com o Marítimo, uma exibição no global, menos conseguida, mas uma vitória, em muito graças à enorme prestação do Coelho. A partir daí o Paços deveria ter refeito os seus objectivos, uma vez que estavámos perante a possibilidade de uma nova classificação histórica, depois dos êxitos recentes do passado. Se o fez, foi apenas internamente, dentro do balneário. O jogo seguinte, em Leiria, mostrou um bom Paços, até chegar ao empate, a partir daí, conformou-se com o resultado e deixou de ter ambição para mais. Normalmente, quem apenas quer empatar, acaba quase sempre por perder, foi o que aconteceu. Ainda assim, face aos fracos resultados dos adversários (caso do V.Guimarães, que creio que é visto no balneário como grande adversário, pelos menos pelos jogadores que não gostavam do Paulo Sérgio), o Paços ainda tinha grandes possibilidades de chegar mais acima. O que sucedeu daqui para a frente, é inexplicável, uma dia mau (como lhe chamou o nosso treinador após o Leixões), outro péssimo e outro ainda pior, com o caso William pelo meio, a eventual não continuidade do Presidente Sequeira, etc. Se o Paços tivesse ganho os jogos com o Belenenses e a Naval(já nem falo no Leixões), teria hoja mais 5 pontos e estaria isolado no 5º lugar.
Antes da Naval, mais focos de destabilização, Ulisses não continua, Ricardo no V.Guimarães, Hernâni Silva não reune apoio dos sócios. Esperava-se que o Paços desse resposta a tudo isto no último jogo, infelizmente foi aquilo que se viu e que foi transmitido para todo o país. Uma pálida imagem do nosso Clube. As ausências do Ricardo e do Leonel Olímpio, não desculpam tudo. Para mim, o André Leão, se bem que esteve lesionado não mostrou absolutamente nada, o Fábio Pacheco, já mostrou valer muito mais. O Kelly, se não há interesse do Paços em ficar com ele, porque continua a jogar? Porque não se deu uma oportunidade ao Celso? O Leandrinho, que já tinha sido dispensado, tendo até chegado a jogar pelo Rebordosa, foi opção antes do Carlitos. Porquê? O Carlitos, é verdade que esteve grande parte da época apagado, depois de um início fulgurante, mas tem vindo a crescer na Liga Intercalar e é um jogador com contrato por vários anos com o clube. E até penso que entrou bem neste jogo.
Este blog tem tido muito pouca participação ultimamente comparado com o que era usual. Pelo que na tentativa de reavivar o mesmo, deixo aqui estas achegas, para saber qual a vossa opinião e qual a vossa teoria para a explicação da hecatombe ocorrida nos últimos três jogos.
Saudações pacenses.

Giga disse...

Em primeiro lugar acho que não se quis ir à europa. Por muito que os jogadores nao se identifiquem com a camisola que vestem, chegar a uma competição do nivel da Liga Europa é algo que qualquer jogador gostaria de ver no seu curriculo. Por isso, é inademissivel exibições como a do jogo com o belenenses ou com a Naval em casa. Como foi dito no comentário anterior, as vitórias nesses dois jogos deixavam-nos num 5.º lugar europeu...

Não sei se por indicação de alguém, o que é certo é que a equipa não quis ganhar este jogo.

Mas há algo que penso também estar a pesar na cabeça dos jogadores. a incerteza quanto ao futuro. Muitos dos que não têm contrato e não foram abordados pra renovar por certo não quererão correr o risco d euma lesão que os deixe sem hipoteses de arranjar algum clube para o ano... no entanto, também é certo, que não mostrando o que valem também ninguém os quer...

Acho que a questão da direção deve ser resolvida o quanto antes. F. Sequeira já anunciou que não se recandidata. E se não ha ninguém da actual direcção que queira pegar no clube, que se marque então uma ssembleia geral para que se possa começar a planear a proxima epoca como deve ser.

Corremos o risco de às portas de Junho, não ter direcção, não ter equipa técnica e ter apenas seguros, meia duzia de jogadores...

O certo é que nenhum candidato se perfila. Mas penso que por altura da ultima jornada, ja devia ser conhecido o novo presidente do clube.

@ndré Ribeiro disse...

E após o comentário do utilizador "Paços".

Apenas digo, mais palavras para quê....

Faço das tuas as minhas palavras..

De salientar, o apoio incansavel da claque.

Força Paços, parabens YB