segunda-feira, novembro 22

Paços eliminado da Taça

Não se avizinhava fácil a tarefa dos castores nesta eliminatória da Taça. Jogar em casa de um dito "grande" é sempre sinal de dificuldades extra. No entanto, este Sporting é uma equipa totalmente ao alcance dos castores. Faltou mais vontade, mais querer, menos medo.
Rui Vitória deixou Maykon no banco, dando a titularidade a Bura e mantendo Jorginho na esquerda. No meio campo, Olimpio cedeu o seu lugar a André Leão, reforçando defensivamente a equipa.
No ataque, Di Paula (para mim o melhor em campo do Paços) parecia ser o unico a querer remar contra a maré. Manuel José esteve mais apagado do que o habitual, e Nuno Santos a fazer mais uma exibição pobre. Na frente de ataque, Romeu. Eu sou apologista de que se dê oportunidades aos jovens e principalmente aos jogadores da casa. Mas nao se percebe com um jogador, passa de dispensavel a titular. Ainda por cima com Amond disponivel. Acho que sentado no banco o irlandes nao marcará nenhum golo... Mas são opções do treinador.
O Paços não jogou mal. Na minha opinião, perdeu porque teve demasiado respeito/medo do adversário. A primeira parte foi bastante pobre. Quer uma quer outra equipa, nao mostraram nada que as fizesse merecer outro resultado que nao a nulidade. A excepção foi um remate de Andre Santos que bateu com estrondo na barra de Cássio.
E quando ja todos contavam com o 0-0 ao intervalo, Djalo, fez o 1-0. Tal como Aimar na Luz, o sportinguista pegou na bola e foi em direcção à baliza do Paços, numa espécie de auto estrada que abriu na defesa pacense. É incirivel como ninguem pára aquela jogada! Quem não se fez rogado foi o avançado leonino que com a ajuda involuntaria de Samuel, fazia o 1-0 com que o jogo hvia de terminar.
Com o Paços a perder ao intervalo, Vitória meteu em campo Mykon, e o futebol foi outro. Pena não haver quem desse seguimento a esse jogo. O Sporting continuava a realizar um exibição muito pobre, mas o Paços nao soube aproveitar.
No ultimo minuto a história poderia ter sido outra, caso Maykon tivesse facturado, num parecido ao que deu golo o ano passado no Dragão. Mas nao foi, e o Paços está eliminado da Taça de Portugal 2010/11, não por ter sido inferior ou jogado, mas sim por nao ter um goleador e ter tido demasiado respeito pelo adversário.

3 comentários:

ZeMoreira disse...

GRUPO C
PAÇOS
BRAGA
GUIMARÂES
AROUCA


EHEHEHEH
Em vez do Aves, temos o Arouca, também é apetecível!!! Vamos à festa nesta Taça da Liga!!

Anónimo disse...

parabens a claque mais uma vez presente :)

Anónimo disse...

Mais um erro da televisão de merda que temos. Dizem que o Djaló é ajudado no golo por causa do desvio que a bola tem causado pelo pé do jorginho. Mas o pé é o Samuel.
Se um alguém erra-se tanto no seu emprego como estes "entendidos" de futebol erram, estaria tudo no desemprego!!