terça-feira, março 22

Resultado enganador


Quem não viu o jogo pensará por certo que o Paços foi totalmente dominado pelo Benfica. Pois bem, este resultado não podia ser mais enganador.

Ainda o jogo não havia começado, já o Paços estava muito condicionado. Primeiro, porque Rui Vitória não podia contar com todos jogadores do seu meio campo habitual. Segundo porque o àrbitro era o Artur Soares Dias. Alguém me explica porque todos os jogos com os ditos grandes do Paços em casa foram apitados por este senhor? Muita coincidência... Ainda por cima depois das borradas no jogo com o Porto e com o Nacional.

Não foi pois de estranhar que aos 3 minutos o Paços viu este senhor marcar mais uma grande penalidade contra o Paços, pese embora esta tenha sido correctamente assinalada. Cardozo fez o 0-1 e toda a estratégia do Paços pareceu ruir. Tanto, que sem grande dificuldade o Benfica conseguiu fazer o 0-3. O Paços acordou, e foi para cima do Benfica e conseguiu mesmo reduzir graças a um autogolo do Carole, após livre de Maykon. E podia ter feito o 2-3 pouco depois não fosse a bola embater caprichosamente no poste da baliza de Roberto, após grande remate de Ozeia.

O Paços crescia e sentia-se o segundo golo cada vez mais próximo. Mas mais uma vez o Soares Dias fez um favor à equipa adversária, expulsando Cohene, reduzindo o Paços a 10 unidades. Se com 11 já era complicado tentar outro resultado que não a derrota, com 10 pior ainda.

Mas o Paços não baixou os braços e continuou sempre a ir para cima do adversário. Na minha opinião Rui Vitória teve mal ao tirar Di Paula. É certo que era necessário meter um central em jogo, mas escolheu tirar do jogo aquele que na minha opinião estava a ser um dos melhores elementos do Paços. Mas a segunda parte só ia dando Paços, mas infelizmente a bola não entrava.

É então que começa o festival da sorte para o lado dos visitantes. Primeiro aos 80 minutos, Cesar Peixoto nem sabe como domina a bola e remata para defesa incompleta de Cássio. Nuno Gomes, após 2 resaltos lá consegue fazer o 4.º, num golo repleto de sorte. Já o resultado era enganador quando mais uma vez sem saber como, C. Peixoto assiste N. Gomes para o 1-5.

No final 1-5, um resultado pesado e enganador, mas que em nada retira brio à época que está a ser realizada pelos pacenses!

ORGULHO EM SER PACENSE!

ps: Vai uma aposta que dia 23 em Coimbra o árbitro é o Soares Dias?

3 comentários:

Anónimo disse...

aposto o que quiseres:) que este arbito é o melhor sem duvida para uma final.

é lamentar o anti jogo q a comunicação social não fala....

pequenos que incomodam mt gente e foda....

ZeMoreira disse...

Cuidado, as odds para o Artur Soares Dias arbitrar a Final da Taça da Liga estão muitíssimo baixas... :D

Anónimo disse...

Soares Dias no jogo com o benfica fez um bom trabalho, penalty bem assinalado. Infantilidade de Cohene tanto no penalty como no lance da expulsão. Apenas se poderá questionar se fosse a favor do paços marcaria...
Quem nos estragou este jogo foi o arbitro de aveiro com aqueles amarelos e uma expulsão que não se consegue compreender.
Grande Paços, esta derrota demonstra porque gosto tanto deste clube.
Apesar de todas as adversidades que o jogo nos impos, demos uma grande imagem que nos caracteriza.